quinta-feira, 9 de junho de 2011

UMA HOMENAGEM PRA LÁ DE ESPECIAL! JICV 2011

 Radiante, depois de um dia inteirinho de doces surpresas e homenagens...
Tudo fruto de muito trabalho de uma equipe de professores que dedicaram dias de produção de muita arte, leituras, ensaios... 
 Fruto das cabecinhas sonhadoras e realizadoras da Surpervisão e Coordenação Pedagógica do Jardim de Infância Casa de Vivência, escola em que trabalho como regente.
 E muitas visitas vieram...
 O escritor Antônio Victor também foi homenageado...sentamos num pátio rodeado de trabalhos lindos, maravilhosamente pensados e produzidos pelas crianças mediados pelas professoras, admiráveis desafiadoras da criatividade infantil. O resultado? Beleza, riqueza, expressão, muita arte!
 Impossível não se emocionar diante de tanto carinho...
 As turmas (Nice e Rô) também ficaram ansiosas...
 Para contar a história da história do livro, bonequinhas(eu e minha mamãe)
 Para contar a história A Bolha e o Vento, fantoches grandões, bolhinhas de sabão e imaginação...
 O escritor Antônio Victor cantou poesia, interagiu, brincou ao som do seu violão....
 Mais homenagens...encatadoras e emocionates...
 A apresentação em homenagem ao escritor Antônio Victor da música na bvoz da cantora Ana Cristina, O Grilo...
Bolhinhas de sabão com balões... 

 enBailarinas de Dança...
Entrevista...supermegaelaborada!!! 
 Muitos presentes...nos dois turnos: matutino e vespertino!
 Surpresas...carinho...dedicação
 Para o Antônio Victor também!
 Poses para fotos!
 Gostinho de despedida...
 Um querer ficar mais um pouquinho...
 E ainda nem tenho todas os registros de tantos trabalhinhos que ficaram guardadinhos em minha memória e no meu coração...
Bolhinhas e macacões verdinhos, móbiles de bolas de isopor, cartazes, meus inesquecíveis e ricos retratos, cabelos vermelhos, cabelos longos, a Laura do lado, eu de todo jeito!
 Com doces dedicatórias em forma de poesia, releituras do livro, ilustrações dos textos..
 Em cada cantinho, uma forma de carinho, muita arte, muita aprendizagem, muitas pequenas histórias pra contar...
E assim foi deitando-se o dia, repleto de alegrias, com cheiro de flores no ar!
Obrigada à todos que fizeram parte desse dia, que tornou realidade a iniciativa das coordenadoras Anete e Susana em promover o projeto Escritor na Escola com apoio da Supervisora Andréia e de todas as professoras regentes e pedagoga e profissionais envolvidas...nem arisco não citar o nome de alguma delas, pois todo o trabalho foi maravilhosamente lindo, por isso, Obrigada equipe de professoras do JICV, de coração!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

SEMANA DE VALORIZAÇÃO PARA A VIDA: Escola Classe 04

 Fui à convite da Irene da  Mala do Livro à Escola Classe O4 de Planaltina participar como contadora de história e escritora com minha amiga Nice(do blog Brincadeiras de Professor)...
 Contei a história A Bolha e o Vento, do livro publicado usando fantoches feitos pela Edna...
 Nice participando e ajudando...
Depois contamos a história Os Ratos narrada pela Bia Bedran...
Foi um momento muito bom , as crianças parecem ter gostado, ficaram atentos durante as histórias e ainda quiseram autógrafos das duas!hehehe...muito legal!
Beijocas para todas!

quinta-feira, 24 de março de 2011

LER PARA CRIANÇA DORMIR?


LER para criança dormir é um hábito recomendado por diversos especialistas em pediatria ou educação de crianças pequenas e vou dizer Eu também recomendo muito! `Por que? porque tenho a prova de como é importante e funciona desde a mais tenra idade...

A criança fica mais calma, tem um soninho masi tranquilo e reparador...

Além do mais desenvolve mais sua linguagem oral e memória auditiva.
Após ter o hábito de ler diariamente para minha pequena Laura, ela logo despertou o interesse por "recontar" as histórias já ouvidas e na maioria das vezes com "as mesmas palavras" e entonação que usei ao ler a tal história para ela...
Não ler uma história na hora de dormir em minha casa hoje é um "crime"...Até mesmo quando saímos e ela dorme, quando acorda pergunta: "Você leu pra mim enquanto eu dormia?"

Ler antes de dormir também é um meio de estreitar os laços afetivos entre pais e filhos e cognitivamente a criança só terá ganhos e desenvolvimento de várias habilidades...
Beijocas

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA INFANTIL






- Mamãe, conta aquela história outra vez? - E depois, você conta de novo?
O valor e a importância que se dá à leitura começa em casa, muito antes das “letras” e da escola. Contar histórias é oficio antigo da humanidade, encontrado em todas as partes do mundo. O homem usa a palavra como instrumento mágico que produz bem-estar, prazer, satisfação, conhecimento. Os primeiros narradores de histórias oralmente transmitidas são os antepassados de todos os escritores. Fixar essas experiências através da escrita garante que os ensinamentos perdurem e que as raízes de cada um possam ser respeitadas e assimiladas.
A leitura de adultos significativos para as crianças, é uma atividade prazerosa, uma forma de brincar com as palavras, de proporcionar uma rica fonte para a imaginação, que transporta a criança para mundos diferentes.
Pais e professores da Educação Infantil e das séries iniciais são os responsáveis por criar os laços das crianças com a leitura. A infância é o tempo de maior disponibilidade a influências. As crianças gostam de “imitar” atos de leitura, e a família e os professores são ótimos modelos de leitores competentes. As crianças, no dia-a-dia, entram em contato com as mais trágicas histórias, nos jornais, revistas, TV, cinema, computador. Todos são “eventos de letramento”, mas que histórias, que leitura, em contrapartida, podemos oferecer às crianças deste século? As crianças têm, na infância, o melhor tempo disponível para ouvir ou fazer uma leitura descompromissada, movidas apenas pela curiosidade, pelo prazer, pelo descobrimento. Nosso papel é o de oferecer, desde cedo, o contato com obras-primas, com leitura ou “contação” de boa qualidade. Com isso é possível que a criança tenha uma formação e um desenvolvimento mais completo, mais interessante. Já disseram, mais de um educador, que a criança que cresce ouvindo histórias cresce mais feliz. A leitura é expressão estética da vida através da palavra escrita e contribui significativamente para a formação da pessoa, influindo nas formas de se encarar a vida. A criança é imaginativa, exercita a realidade através da fantasia, mas precisa de materiais exteriores – todas as formas de escrita – contos, histórias, fábulas, poemas, cantigas, para se constituir como pessoa. Gostam de leituras que lhes dêem utilidade e prazer. “Cobrar” leitura de uma criança é um erro bem fácil de se cometer. A criança vai crescendo e temos a tendência de deixá-la sozinha com sua “tarefa” de ler. Não devemos deixar de mostrar nossa paixão e envolvimento pelo que fazem, pelo que descobrem, mesmo que não seja o que sonhamos ou imaginamos para elas. Acabamos valorizando os livros de aprender a ler, os livros das diferentes disciplinas escolares que ensinam os conhecimentos culturais, mas nem tanto, os livros não utilizados na aprendizagem formal, os que normalmente são caracterizados como recreação. Se a criança não procurar, inicialmente, um livro como entretenimento, como poderá ela ter prazer de ler no futuro? Cecília Meireles mestra no uso das belas e boas palavras, que produzem tanto prazer, já dizia: “Ah! Tu, livro despretencioso, que, na sombra de uma prateleira, uma criança livremente descobriu, pelo qual se encantou, e, sem figuras, sem extravagâncias, esqueceu as horas, os companheiros, a merenda... tu, sim, és um livro infantil, e o teu prestígio será na verdade, imortal.

Maria Cristina Hoffmann - Educação Infantil Artigo publicado na revista Family and friends nº 8

fonte do texto: http://criancagenial.blogspot.com/2008/01/importncia-da-leitura-no.html