segunda-feira, 28 de maio de 2012

Quando as histórias criam asas...

Quando uma história nasce dentro da alma do escritor e vai para as páginas dos livros, a gente nunca pode imaginar aonde ela irá parar, que rumos irá tomar na imaginação do leitor, porque cada um, com suas vivências e experiências pode projetá-las por qualquer caminho, para qualquer lugar...
Como aconteceu comigo hoje, ao ser convidada pela professora( e também escritora) Beni Pereira para um evento maravilhoso na EC 302 Norte, em Brasília...
Sabe aquelas emoções que nos salta aos olhos vindos do coração? Pois é, pensei que ia "derreter" ao ver a "Bia" tomada por vida, sapecando com a boneca Bela-Aparecida e interagindo com as crianças como se fossem velhos amigos...
 Foram tantas emoções diante de tão belas apresentações que não tive como registrá-las todas, mas posso contar que o Vento, amigo da Bia viajou por tantos países e lugares inusitados que trouxe para esta escola a fantástica aventura de falar em espanhol...
E falando, cantando, dançando, entonando poesias, brincando e produzindo receitas as crianças ficaram íntima da nova língua, mais que isso, inseriram a nova cultura em sua rotina, uma beleza de se ver!
 Fiquei imaginando de onde tanta arte teria saído...
E curti cada minuto com as belas companheiras...
Conheci gente nova, gente que faz a diferença quando estimulam a leitura reformando e equipando bibliotecas, como a atenciosa equipe da Gasol...
O livro "A Bolha e o Vento" continuou sua aventura, indo parar e novas mãozinhas...
E entre colombianos, espanhóis e belas amizades o dia foi se encerrando, não para terminar, mas para dar início à novo e mais belos dias, novas aventuras, inimagináveis...
 Amei cada segundinho, obrigada, Beni!